Veja como o Blockchain se aplica na logística e suas vantagens

Publicado por Fábio Cunha em Gestão de Transporte, TMS, Transporte.

O Blockchain é uma das inovações tecnológicas mais importantes da atualidade. Apesar de essa novidade ser constantemente associada ao Bitcoin e criptomoedas em geral, ela pode ser aplicada de diferentes maneiras em inúmeras áreas, incluindo na logística. A tecnologia tem um grande potencial de disrupção e poderá transformar a rotina das empresas no ramo.

Como a blockchain se aplica na logística e suas vantagens

Se você quer se manter atualizado sobre as tendências na área, leia os tópicos abaixo para saber o conceito de Blockchain, como ele funciona e com quais objetivos ele foi desenvolvido. Após, explicamos como essa modernidade pode ser aplicada na logística, quais são os seus benefícios e, no fim, trazemos as perspectivas futuras da tecnologia para o setor. Confira!

O conceito, funcionamento e objetivos do Blockchain

O Blockchain é uma tecnologia que consiste em criar um banco de dados cujas informações são descentralizadas e partilhadas entre vários usuários. Na prática, diversos computadores registram e atualizam simultaneamente as trocas de informações que eles realizam, fazendo com que o conteúdo não seja aglomerado em um único servidor nem controlado por uma entidade.

Essa inovação inicialmente surgiu com o advento do Bitcoin com objetivo principal de ter uma moeda que não fosse controlada por um Governo ou órgão regulamentador, trazendo maior segurança, liberdade e independência às pessoas.

Basicamente, ela registra transações online entre dois ou mais agentes sem a intervenção de um mediador. Apesar de ser uma tecnologia básica, ela tem ampla aplicabilidade na logística e traz diversas vantagens para empresas no ramo.

O Blockchain aplicado na logística

A Blockchain já está sendo usada na logística atualmente de diferentes maneiras. Veja a seguir alguns exemplos de sua aplicação prática e possibilidades futuras de seu uso.

Guia completo de gestão por indicadores de desempenho em transporte e logística

Rastreamento das entregas

Se você trabalha com logística, sabe como é importante se manter constantemente atualizado com informações a respeito do processo de produção e entrega de mercadorias. O Blockchain permite que todo fluxo de produção e transporte das mercadorias seja rastreado, como forma de produção, prazos de validade e modo de armazenagem, e isso se aplica a todos os tipos de bens, como alimentos, vestuário, remédios etc.

O cliente ou destinatário poderá verificar onde cada bem foi produzido. Por exemplo, um supermercadista rastreará o caminho das mercadorias desde a plantação até o centro de distribuição, o que permite otimizar o transporte e garantir reposição do estoque just-in-time — técnica que permite repor os itens conforme a demanda exige.

Veja outro exemplo desse rastreamento: em um estabelecimento de vestuário, o lojista verificará onde cada uma das peças recebidas foi produzida e qual foi o caminho percorrido até chegar no local, o que também melhora o controle de estoque e reposição.

Essa aplicação já é realidade. Grandes empresas do mercado, como Walmart e IBM, estão trabalhando em conjunto e testando soluções que utilizam o Blockchain para aperfeiçoar a segurança alimentar.

Compartilhamento de caminhões

Muitas empresas poderiam obter benefícios com o compartilhamento de frota de caminhões, já que isso impede a ociosidade dos veículos. Entretanto, em muitos casos não há confiança suficiente entre as transportadoras, bem como faltam meios de ratear os custos de uma maneira justa.

Entre as organizações existe o receio de que alguma empresa aproveitará indevidamente da situação e fará com que outras acabem pagando valores desproporcionais.

Esse problema poderá ser eliminado com o Blockchain, já que as informações como quilometragem de cada veículo, forma de condução, manutenções realizadas, acidentes ocorridos, entre outros dados podem ser compartilhadas com todas as empresas participantes de forma segura, além de impedir que eles sejam adulterados ou omitidos.

O Blockchain seria validado automaticamente com dispositivos que usam Internet of Things (IoT) — tecnologia em que objetos físicos utilizam sensores inteligentes e poderiam se comunicar com os sistemas das transportadoras pela internet —, permitindo uma troca de dados eficiente, segura e econômica entre as organizações.

Segurança na precificação de veículos usados

A tecnologia também possibilita guardar informações sobre todo o período de uso de um veículo com maior praticidade, como tempo de motor ligado, ocorrência de acidentes, forma de condução, realização de manutenções etc. Como os dados registrados na blockchain são imutáveis, isso traz maior transparência e confiança entre as partes no momento de precificar um veículo usado.

As principais vantagens que a tecnologia oferece

Os benefícios dizem respeito aos processos internos da transportadora e na sua relação com outras empresas no mercado. Confira-os a seguir.

Otimização dos processos

Como o compartilhamento de dados será melhor estruturado, os colaboradores terão acesso às informações mais concretas e transparentes, além de obtê-las mais agilmente. O cenário promovido pelo Blockchain faz com que os procedimentos internos sejam mais fluídos, já que não há necessidade de intermediários e os ruídos de comunicação são eliminados.

Redução de custos

Há uma impactante diminuição dos custos administrativos, que são aqueles que independem da quantidade de carga transportada ou de quilômetros percorridos pelos veículos.

Os custos que podem ser reduzidos através do emprego de tecnologias como a Blockchain são aqueles decorrentes da organização de informações da atividade, como material de escritório, armazenagem de registros corporativos, infraestrutura, entre outros.

Aumento da confiabilidade

A ferramenta permite acesso direto aos responsáveis por determinada operação ou negociação, além de impedir alterações de informações já registradas. Isso maximiza a confiabilidade em transações com clientes, planejamentos internos, negociações com fornecedores ou parceiros e outras atividades afins.

Transparência

Uma solução com Blockchain pode ajudar a integrar todos os processos corporativos e atualizar as informações instantaneamente. O software poderá gerar registros ou até enviar mensagens imediatamente aos gestores sobre cada operação realizada, trazendo maior transparência sobre os acontecimentos na organização.

Ressalta-se que a tecnologia apresenta os eventos em ordem cronológica, evitando que o gestor logístico se preocupe com questões já resolvidas, o que contribui para a melhoria na sua tomada de decisões diária.

Diminuição de falhas

Como os provedores logísticos podem registrar de forma transparente os acontecimentos de toda a cadeia de suprimentos, os gestores poderão identificar falhas nos processos logísticos com mais precisão, medir a frequência de sua ocorrência e tomar as medidas adequadas para corrigi-las.

O futuro do Blockchain na logística

Apesar de ser uma tecnologia bastante promissora, ela é relativamente nova e ainda está em evolução. De forma geral, os investimentos em soluções de Blockchain no mundo alcançaram mais de 2,1 bilhões de dólares em 2018, conforme a pesquisa elaborada pela DHL e publicada pelo Portal Portogente. Espera-se que os gastos anuais com a tecnologia cheguem a 9,7 bilhões de dólares em 2021.

No ramo logístico, há diversos conceitos e projetos-piloto que estão sendo testados pelas gigantes do mercado. Caso eles se demonstrem efetivos, tem potencial para transformar as rotinas das transportadoras e operadores logísticos do Brasil e do mundo.

É inegável que o Blockchain é uma das principais tendências para a logística e impactará bastante o futuro das empresas no ramo. Se você quer garantir sua competitividade no mercado a longo prazo, é fundamental se manter atualizado e aberto à adoção de novas tecnologias.

Guia completo de gestão por indicadores de desempenho em transporte e logística

O que achou do nosso conteúdo? Deixe um comentário agora mesmo com sua opinião, uma dúvida ou feedback!

Avalie este artigo


Veja também

Deixar comentários