Entenda o que é 3PL, 4PL e 5PL na logística!

Publicado por Fábio Cunha em Gestão de Transporte, TMS, Transporte, WMS.

Os provedores logísticos trazem muitas soluções interessantes aos varejistas, indústrias ao mercado em geral, além de contribuir para o desenvolvimento dos negócios, já que eles tratam das demandas de logística conforme a necessidade de cada empresa. A aplicação mais conhecida desse tipo de estratégia é denominada 3PL, sendo fundamental que o gestor entenda esse conceito para garantir a qualidade das operações logísticas de sua empresa.

O que é 3pl, 4pl e 5pl na logística

Saber sobre as estratégias 3PL, 4PL e 5PL é tema importante para entender quais são melhores para satisfazer às necessidades do seu negócio. Quer saber mais sobre o assunto? Nos tópicos abaixo, respondemos às 7 principais dúvidas que os profissionais do ramo logístico têm sobre o assunto. Confira!

1. O que é 3PL exatamente?

3PL significa Third Party Logistics ou Operador Logístico Terceirizado e se trata da contratação de uma empresa terceirizada que apoia, em várias ou todas, as etapas de operações de remessa dos contratantes. Por essa razão, são responsáveis pelos procedimentos de armazenagem, separação, expedição, transporte e distribuição em uma cadeia de negócios.

Alguns operadores são especializados em determinados segmentos do mercado, como gestão de fretes, remessas internacionais etc. Além disso, alguns deles possibilitam que o contratante acompanhe a movimentação de estoque e controle do inventário em tempo real, sendo necessário utilizar um software de gestão, desenvolvido especialmente para empresas do ramo.

2. Qual é a origem do 3PL?

Diferentes níveis de terceirização são empregados nos diversos modelos de operação logística de cada empresa no mercado. e a sigla PL é utilizada para designar o nível de terceirização dentro da cadeia logística, ou seja, o quanto de suas demandas são tratadas internamente e quais são terceirizadas, conforme segue:

  • 1PL: fornecedor;
  • 2PL: comprador;
  • 3PL: operador logístico terceirizado;
  • 4PL: gestor da cadeia de suprimentos — supply chain management.

Apesar de o operador sempre ter existido no comércio, a evolução houve a partir da necessidade de redução de níveis de estoques nas décadas de 70 e 80, e pressões naturais do mercado para a redução de custos operacionais. Isso fez com que os gestores precisassem se concentrar nas suas atividades principais e delegar atividades logísticas para os operadores terceirizados.

3. Quais são as aplicações do 3PL?

De forma geral, há quatro formas de funcionamento de empresas que prestam serviços 3PL. Entenda quais são elas:

  • standard (padrão): são executadas operações logísticas mais básicas, como coletas de itens, empacotamento, distribuição e armazenagem. Ressalta-se que as terceirizadas não estão restritas a essas atividades;
  • desenvolvimento de serviços: são realizadas atividades mais avançadas, como cross-docking e tracking (rastreamento), disponibilização de um sistema de segurança personalizado, entre outros;
  • adaptação ao cliente: a contratada desempenha as atividades logísticas de forma completa, melhora a logística do cliente e personaliza o serviço de acordo com as suas necessidades;
  • desenvolvimento do cliente: esse é o nível mais complexo que uma empresa 3PL pode alcançar. Ela também toma conta de forma completa de todas as atividades logísticas e se integra ao cliente.

4. Qual é a diferença para os outros PLs?

Neste tópico, aprofundamos mais sobre as diferenças entre o 1PL, 2PL, 3PL, 4PL e 5PL.

1PL — First-party Logistics

Também encontrado como logística primária, a empresa é responsável pela cadeia logística, ou seja, ela cuida de todas as operações e não terceiriza etapas a um provedor.

2PL — Second-party Logistics

Na secundária, a empresa terceirizada apenas entrega as mercadorias da contratante. O provedor logístico tem sua própria frota e transporta os produtos do estoque até o comprador.

3PL — Third-party Logistics

Aqui, toda a operação logística é terceirizada ao provedor, permitindo que ele atue de forma ampla. Os provedores logísticos organizam os produtos em seus armazéns, e são responsáveis por preparar a entrega e despachá-la.

4PL — Fourth-party Logistics

Esse tipo é similar ao 3PL, porém ainda mais ampla, já que o provedor logístico gerencia de forma mais completa as operações, podendo entrar em contato com os fornecedores e realizar compra de novos produtos, por exemplo.

5PL — Fifth-party Logistics

Por fim, no 5PL, os provedores logísticos atuam de forma estratégica e aplicam a tecnologia para otimizar as operações e reduzir seus custos. Os varejistas utilizam essa alternativa para que o provedor analise os procedimentos e aumente a eficiência do negócio.

5. Como escolher a melhor estratégia PL?

Geralmente, o 1PL é ideal para gigantes do mercado que têm a capacidade de gerir todos seus procedimentos (como a Amazon, por exemplo). Entretanto, isso gera custos bastante elevados e eleva a complexidade da gestão, exigindo um controle bem mais preciso de todo o negócio.

A escolha entre os demais PLs dependerá do tamanho e da complexidade do negócio. Por exemplo, se um grande varejo consegue movimentar de forma plena seus produtos, é viável terceirizar a entrega das mercadorias.

Para ecommerces e varejos médios ou pequenos, por exemplo, é recomendável optar pelo 3PL para que os gestores possam se concentrar em outras atividades e setores do negócio, como a gestão de clientes, negociação com fornecedores, criação de planejamentos etc.

6. Quais são as vantagens do 3PL?

Conhecer os benefícios específicos do 3PL é necessário para que você saiba se essa estratégia será adequada para o seu negócio. Veja quais são eles, a seguir.

Melhor desempenho do negócio

Uma empresa especializada na logística consegue padronizar seus processos e conta com tecnologias de ponta, o que também é aproveitado pela contratante e aumenta seu desempenho operacional.

Diminuição dos custos

Como o 3PL será responsável por toda a logística, a contratante economiza em diferentes custos, como:

  • embalagem;
  • armazenamento;
  • estoques;
  • pessoal para movimentação de cargas;
  • custos administrativos (capital humano);
  • frota de veículos, entre outros.

Satisfação dos clientes

Como as operações logísticas serão mais eficientes, os produtos passarão a ser entregues em prazos menores e em melhores condições, o que melhora a imagem da empresa perante o mercado.

Escalabilidade

Pode-se aumentar a carteira de clientes, o número de serviços prestados e expandir a empresa, de forma geral, sem aumentar os custos logísticos na mesma proporção.

7. Por que contratar um operador logístico 3PL?

Além de conhecer as vantagens do 3PL, é importante conhecer de forma aprofundada outras características dessa estratégia e do trabalho do operador logístico. Veja alguns dos aspectos do 3PL:

  • coletas e entregas programadas: as coletas e entregas são sempre planejadas e executadas conforme planejado, o que aumenta a satisfação dos clientes;
  • centralização: toda a operação será unificada em um único local, o que facilita a gestão e também diminui os custos;
  • atende a demandas oscilantes: a contratada consegue adequar os serviços prestados conforme o aumento ou a diminuição da demanda;
  • responsabilidade compartilhada: os reflexos de erros por parte do seu negócio são minimizados, já que o operador é responsável pela parte da logística;
  • integração: atualmente, as terceirizadas utilizam sistemas tecnológicos que podem se integrar com os usados no seu negócio, trazendo mais agilidade e economia.

O 3PL é uma das diversas estratégias que podem ser adotadas por uma empresa para que ela tenha um setor logístico mais competitivo. Entretanto, será necessário encontrar um operador confiável, capaz de satisfazer as necessidades do seu negócio, que proporcione um bom atendimento e, principalmente, que esteja atualizado e contem com modernos softwares de gestão logística.

Conheça as Melhores Soluções para o seu Armazém

Publique um comentário para este conteúdo! Você pode deixar uma opinião, crítica ou feedback!

Avalie este artigo


Veja também

Deixar comentários