Por que fazer um planejamento estratégico em transportes? Confira!

Publicado por Fábio Cunha em Gestão de Frota, TMS, Transporte.

A elaboração de um planejamento estratégico no ramo logístico é um elemento determinante para elevar a competitividade da companhia no mercado, portanto se constitui como um instrumento primordial para o desenvolvimento saudável de qualquer negócio.

O assunto costuma ser ignorado por vários empreendedores e administradores, porém somente com um plano inteligente sua organização alcançará metas, conseguirá se destacar perante os concorrentes e até se tornar referência no mercado.

Acompanhe a leitura deste post e entenda, pormenorizada e objetivamente, quais são os benefícios de um planejamento logístico e, no fim, expomos algumas orientações de como estruturá-lo. Confira!

A importância de um planejamento estratégico

Primeiramente, o planejamento estratégico consiste na elaboração de técnicas e planos decisivos para o futuro da companhia e que a beneficiam a longo prazo.

O plano é elaborado pelos proprietários, líderes ou administradores do empreendimento e é repassado aos demais colaboradores para que eles coordenem seu trabalho conforme o plano.

Ao aplicar essa metodologia aos processos de transporte, armazenagem, movimentações, estoque ou até mesmo localização das instalações e modernização do controle de frotas, tem-se em mãos um planejamento logístico. Fazê-lo garante uma série de benefícios à empresa, confira os principais a seguir:

Melhora no fluxo de caixa

O fluxo de caixa consiste no controle de entradas e saídas de recursos financeiros, tais como vendas, aquisição de materiais e pagamentos. Como esse recurso correlaciona diretamente com o orçamento da organização, seu descontrole pode ocasionar gastos desnecessários, falta de dinheiro, valores que não condizem com a realidade e até mesmo em um caso extremo na falência da empresa.

Como o planejamento logístico impõe metas e datas específicas sobre as entradas e saídas de recursos financeiros, os responsáveis pelo fluxo de caixa terão que contabilizar precisamente toda a movimentação de capital diária, como também haverá datas predeterminadas para efetivar pagamentos.

Graças a esse rigoroso controle, a tendência é não haver nenhuma quantia faltante e pagamentos duplicados, entre outras falhas. Além de melhorar a saúde financeira da organização, também amplia a confiabilidade perante o fisco, orgãos públicos e instituições bancárias, aumentando as chances de conseguir linhas de créditos.

Aumento da lucratividade

O planejamento potencializa os lucros de diversas formas, uma delas consiste na minimização de riscos, já que é comum a ocorrência de falhas eventuais no campo logístico, que quando ocorrem, a companhia despende muito dinheiro e tempo corrigindo-as.

Com a visão geral proporcionada pelo planejamento logístico, os gestores identificarão quais são os erros mais comuns de ocorrerem e tomarão as medidas necessárias para reduzir suas ocorrências. Isso implica na redução de gastos com reparações.

Além disso, no planejamento também são arquitetados métodos de transporte, aprimoramento da comunicação, informatização do controle dos transportadores, aumento da eficiência na armazenagem, melhoria nas rotas de entrega entre outros atos.

Tudo isso colabora para a redução de custos, ampliação da clientela, aumento da produtividade dos colaboradores e, consequentemente, aumento da lucratividade.

Impacto considerável no Retorno Sobre o Investimento

O ROI, do inglês Return On Investment e no português Retorno sobre o Investimento, é uma métrica bastante utilizada no empreendedorismo em geral. Seu objetivo é permitir que o administrador apure se determinado investimento ou projeto acarretou ganhos ou perdas às contas da empresa. O cálculo desse indicador é bem simples, confira:

ROI = (ganho obtido – investimento inicial) / investimento inicial

Você obterá um número simples. Imagine que o resultado seja “2”: isso significa que o retorno foi duas vezes o investimento inicial, ou seja, houve um grande lucro. Para obter o ROI em porcentagem, basta multiplicar o resultado obtido por 100.

Essa lógica pode ser empregada nas aquisições logísticas, por exemplo, você será capaz de saber qual foi o ROI ao obter um novo sistema de monitoramento de frotas, ao comprar novas empilhadeiras, renovar a frota, realizar manutenção em um maquinário ou aquisição de equipamentos de segurança.

Com o planejamento logístico, os novos investimentos são projetados com uma visão ampla do negócio e objetivarão o crescimento a longo prazo, dessa forma, aumentam-se as chances de ocorrer um retorno positivo à empresa.

Satisfação do cliente

A cada dia os clientes estão ficando mais exigentes, isso ocorre pelo aumento da concorrência e melhoria na prestação de serviço de forma geral pelas transportadoras do mercado. Porém, as vantagens geradas pelo planejamento logístico também refletem nos clientes.

A redução de custos gera a diminuição nos preços aos clientes, enquanto a elevação da eficiência reduz os prazos na entrega, majorando a satisfação de embarcadores e demais usuários dos serviços de transporte e logística.

Outras decisões do planejamento, como adoção de novos meios de atendimento ao cliente e modernização da comunicação, também possibilitam um melhor relacionamento entre o consumidor e a empresa.

Como estruturar um planejamento estratégico em logística

Elaborar um planejamento estratégico para a logística não é um tão difícil, porém, é necessário que tudo seja feito com organização e calma, caso contrário as decisões podem não ser as mais proveitosas para a empresa. A seguir, apresentamos algumas orientações essenciais de como arquitetar o planejamento, confira:

A melhor época para planejar o próximo ano

Recomenda-se que os administradores se reúnam no final do exercício social – período entre a elaboração das demonstrações contábeis. Com as informações obtidas com a demonstração de resultados e balanços patrimoniais, têm-se em mãos quais exatamente foram as despesas e receitas da companhia.

Ao comparar esses dados com os relatórios das operações do empreendimento, você poderá identificar quais são as melhorias que podem ser aplicadas, onde é possível cortar gastos e quais investimentos são viáveis.

Comece levantando a situação e definindo as metas

O inicio de um bom planejamento passa pelo levantamento da situação atual em cada setor, quais os seus pontos fortes e fracos, quais os problemas e ideias de melhoria, e pela definição das metas nos níveis de direção, gerência e operações, ou seja, de onde se quer chegar com a execução do planejamento.

Como separar budget para investir

O ideal é que o capital para investimentos seja separado ou provisionado previamente, é recomendável que a empresa separe um valor todos os meses do ano justamente para arcar com os custos dos projetos contemplados no seu planejamento. Caso isso não seja feito, a empresa poderá ser compelida a abandonar seus investimentos no meio do caminho ou então pode ter que contrair dívidas, o que pode ser muito arriscado para a saúde financeira do negócio.

Modernização da gestão da empresa e da frota

A adoção de um software de gestão operacional e logística, de controle de frotas ou gestão financeira maximizará a eficiência de todo o planejamento. Os principais proveitos obtidos com a modernização na gestão de frotas são:

  • automatização de tarefas rotineiras, proporcionando ganho de velocidade;
  • aprimoramento da comunicação entre a central e os motoristas;
  • indicadores logísticos que demonstram desempenho do serviço;
  • otimização da utilização de recursos físicos;
  • melhor organização e planejamento da manutenção;
  • racionalização e economia no consumo de combustível;
  • controle de vencimento de documentação e renovações de seguros;
  • redução ou eliminação de tarefas puramente burocráticas;
  • disponibilização de um painel de gestão que garante acesso rápido a todas as informações relevantes.

O aumento da eficiência e produtividade, como também a economia de dinheiro e tempo garantida com a informatização da logística permite que as metas estipuladas no planejamento sejam mais assertivas, pois os softwares permitem uma contabilização mais precisa das contas e aperfeiçoam o controle sobre os recursos físicos e humanos.

O planejamento estratégico é imprescindível para o desenvolvimento de uma empresa, sem ele, sua estrutura se torna frágil, há maior risco de falhas, prejuízos e pode ocasionar a perda de competitividade, e em casos extremos, até mesmo a falência da companhia no longo prazo. Mas, com o conhecimento adquirido com esta publicação, você possui um ponto de partida sobre como arquitetar seu planejamento logístico e maximizar sua lucratividade!

Sua opinião e relato são importantes para nós. Use o espaço abaixo para deixar um comentário no post!

O guia completo para gestão operacional eficiente de uma transportadoraPowered by Rock Convert

Avalie este artigo


Veja também

Deixar comentários