7 dicas certeiras de segurança para evitar roubo de carga

Publicado por Fábio Cunha em Transporte.

O roubo de carga de caminhões vem crescendo assustadoramente na última década. No Brasil, esse tipo de incidente causou um prejuízo equivalente a mais de R$6,1 bilhões entre os anos de 2011 e 2016.

A situação é tão grave que, no estado do Rio de Janeiro, onde é mais frequente as ocorrências de assaltos, a NTC (Associação Nacional das Empresas de Transporte e Logística) estabeleceu a cobrança de uma taxa de emergência excepcional.

Com tudo isso, os gestores da área de transporte precisam desenvolver estratégias para diminuir ao máximo os danos causados pelo roubo de carga.

No post de hoje, apresentaremos 7 dicas de segurança para te ajudar a se prevenir contra os roubos de carga. Acompanhe as dicas logo abaixo!

dicas de segurança para evitar roubo de carga

1. Treine os motoristas

Primeiramente, é bom deixar claro que treinar motoristas não significa transformar os condutores em especialistas de combate ao crime. Logicamente, a prioridade sempre será a segurança dos colaboradores.

Treinar os motoristas significa orientá-los quanto às atitudes preventivas que devem ser tomadas para diminuir as chances de roubo da carga.

Algumas dicas importantes que podem ser passadas para os motoristas são:

  • se atentar ao perigo de falsas blitz;
  • não falar com pessoas estranhas sobre a carga que está carregando ou o trajeto de entrega;
  • se manter vigilante caso algum veículo aparente seguir o caminhão;
  • comunicar à polícia rodoviária se perceber atitudes suspeitas.

Além da orientação e dicas de segurança, é importante passar para os motoristas informações sobre as rotas mais críticas, em que o índice de assaltos tende a ser mais elevado.

2. Trabalhe com rotas variadas

Um alvo que segue sempre o mesmo trajeto é mais vulnerável do que aquele que pratica alternância. Assim também acontece nos assaltos nas estradas.

Depois que as quadrilhas conseguem analisar a frequência de rota de caminhões específicos, fica muito mais fácil à ação de abordagem. Dessa forma, é de suma importância realizar um planejamento detalhado para alternar as rotas e as datas para cargas específicas.

É essencial também que seja praticado o rodízio de locais que são utilizados para abastecimento, descanso, alimentação, entre outros.

Todas essas ações são de caráter preventivo, por isso, devem ser adotadas pelos gestores em parceria com motoristas e com a ajuda de dados fornecidos pelos órgãos competentes.

3. Diminua o tempo de carga em repouso

Além de alternar os locais de descanso, é preciso trabalhar para que o tempo em repouso da carga seja menor. Nesse contexto, é importante que todos os motoristas tenham em mente que uma carga em repouso é também uma carga em risco.

Isso acontece porque, nas paradas, os caminhões não estão em movimento e, normalmente, não há ninguém vigiando a mercadoria transportada. Furtos de cargas nesse cenário são muito comuns.

Mas é preciso atenção. Toda orientação deve ser baseada nas leis trabalhistas, sempre respeitando o tempo de descanso e alimentação previstos por lei.

4. Dê preferência ao transporte diurno

Grande parte do roubo de cargas acontece durante a noite, quando a visibilidade é menor, o trânsito nas estradas não é tão intenso e os motoristas já estão mais cansados. Sendo assim, é importante que se dê preferência ao transporte diurno.

Trabalhar com comboios de caminhões também é uma alternativa para a prevenção, ainda que escureça, uma quantidade maior de caminhões dificulta a ação de criminosos.

Além disso, independentemente do horário, a comunicação entre a empresa e os motoristas deve ser constante.

5. Adote um programa de gerenciamento de riscos

O PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) é um conceito de gestão organizacional que tem como objetivo monitorar, prevenir e reduzir os riscos relacionados aos trabalhos desenvolvidos pelas organizações.

De modo geral, o PGR trabalha para auxiliar as empresas de transporte e distribuição a seguir medidas preventivas relacionadas à segurança dos seus motoristas e cargas.

Com base em dados e informações fornecidos por órgãos públicos e associações relacionadas ao setor, o programa define estratégias e dicas para aperfeiçoar as medidas contra os assaltos nas estradas, pontos de parada e nos locais de entrega de mercadorias.

Contudo, vale ressaltar que o PGR precisa de programas automatizados para ser eficaz no gerenciamento das rotas e caminhões.

6. Invista em automação

Como citado no tópico anterior, a automação é essencial para que estratégias de gerenciamento funcionem corretamente.

Com aparelhos automatizados que funcionam por meio de satélites, é possível repassar dados constantes sobre a localização dos caminhões, condições das estradas e anormalidades que estejam ocorrendo no trajeto.

Uma empresa de logística, atualmente, não consegue desenvolver um trabalho com excelência sem o auxílio da tecnologia. Os softwares disponibilizados no mercado otimizam atividades que vão desde o controle de estoque até o acompanhamento de cargas.

Todos os dados recolhidos pelos softwares são importantes para montar as estratégias de segurança. Dessa forma, os motoristas podem trabalhar sempre de forma preventiva e segura.

7. Estude a necessidade de escolta armada

Em situações de extrema urgência, medidas mais radicais de segurança devem ser avaliadas. Uma delas é a escolta armada.

Esta possibilidade deve ser considerada em regiões com altos índices de assaltos registrados ou quando o valor da carga a ser transportada é muito alta ou visada. Ela também pode ser vista como uma última opção, ou seja, quando nenhuma outra medida preventiva está surtindo efeito.

Antes de colocar em prática a escolta armada, faça uma pesquisa e certifique-se que a empresa tem experiência em situações de risco; além de possuir um bom histórico no cumprimento de prazos e entregas.

Para obter sucesso com as dicas de prevenção contra o roubo de carga, é de vital importância ter um sistema integrado e automatizado de gerenciamento.

Além disso, não basta apenas que o gestor estabeleça as diretrizes, é preciso que todos os colaboradores estejam alinhados com as boas práticas de segurança.

Então, leitor, gostou do artigo? Ficou interessado e quer receber mais dicas para otimizar os seus processos logísticos? Curta nossa página do Facebook e acompanhe nossas atualizações!

Avalie este artigo

7 dicas certeiras de segurança para evitar roubo de carga
4.8 estrelas
62 votos

Veja também

Deixar comentários